Listagem de fan tokens do Corinthians no Mercado Bitcoin faz história

Depois do sucesso de vendas no lançamento inicial, o segundo dia de comercialização dos fan tokens – um tipo de criptomeda – do Corinthians também não deixou a desejar. Muito pelo contrário: o ativo foi listado na exchange Mercado Bitcoin, que também é patrocinadora do Timão, e surpreendeu pela forte demanda já nas primeiras 24 horas.

corinthians fan token

Isso porque, depois do lançamento das primeiras 850 mil unidades no dia 2 de setembro pela plataforma Socios.com, os fan tokens esgotaram em apenas duas (2) horas, o que deixou muitos interessados de fora. Com a listagem dos ativos no mercado secundário, mais torcedores tiveram a chance de entrar para a negociação. O primeiro dia do FTO no Mercado Bitcoin, no dia 9 de setembro, registrou mais de R$ 17 milhões em volume de negociação.

O CEO da empresa, Reinaldo Rabelo, disse que o fan token Corintiano representou 25% de toda a movimentação do site no dia da listagem do ativo – ultrapassando a marca de um (1) milhão de fan tokens negociados. Além da exchange, o $SCCP (nome oficial da moeda corintiana) também pode ser comercializado no próprio site da Socios.com e na corretora Chiliz.

Os fan tokens no Brasil e no mundo

Os fan tokens no Brasil ainda são de certa forma uma novidade, mas alguns times – como o Corinthians – já começam a comprovar o potencial desse tipo de ativo por aqui. Em agosto, a torcida do Atlético-MG bateu o recorde da plataforma Socios.com ao esgotar os dois (2) lotes de FTOs do clube – também 850 mil unidades. Antes disso, o Vasco e o Cruzeiro foram os pioneiros na comercialização de outros tipos de fan tokens no Brasil, através de parceria com diferentes plataformas.

Também conhecidos como tokens de utilidade, os fan tokens já fazem muito sucesso em outros países. Importantes clubes como o espanhol Barcelona, o Juventus da Itália, o inglês Manchester City e as seleções de Portugal e Argentina já comercializam a modalidade de criptomoeda.

A diretoria do clube francês Paris Saint-Germain (PSG), inclusive, disse que a contratação do craque argentino Lionel Messi foi possível, também, graças à ajuda e participação de seus torcedores. O motivo? A comercialização de sucesso dos fan tokens do clube na plataforma Socios.com. Segundo a diretoria do time, parte das vendas dos FTOs deve ser usada para pagar os salários de Messi.

Como funcionam os fan tokens

Os fan tokens tem como principal objetivo unir duas paixões: a tecnologia e o esporte. Essa junção acontece, principalmente, ao se criar uma experiência personalizada e única para os torcedores dos clubes de futebol e de outras modalidades, como basquete e Fórmula 1, por exemplo.

Ela funciona da seguinte forma: o torcedor entra no site da Socios.com – maior empresa de fan tokens do mundo – e adquire a moeda do seu time por um preço determinado pelo próprio clube. O valor arrecadado é dividido entre o clube profissional e a plataforma. A venda das primeiras 850 mil unidades  do Corinthians, por exemplo, gerou uma arrecadação total de R$ 8,8 milhões – estima-se que o time paulista ficou com 50% desse valor.

Com o ativo, o torcedor tem a oportunidade de participar de enquetes, ofertas e eventos especiais criados pelo seu time do coração. No caso do fan token corintiano $SCCP, quem já garantiu o seu poderá participar da escolha entre os ídolos Ronaldo, Gilmar ou Basílio para receber um busto no centro de treinamento do Timão.

Melhores Casas de Apostas
Melhores Bônus de Apostas
Para Cima
Fechar
×
Seu Código de Bônus:
A oferta de bônus foi aberta em uma outra janela. Pode também clicar no seguinte link:
Ir para a Casa