Ingredientes para uma boa gestão de banca

O Wetten.com Portugal esteve à conversa com Pedro Morais, apostador e “tipster” profissional, que nos falou do essencial da sua profissão. Leia a entrevista que se segue e saiba como é que Pedro Morais se iniciou nas apostas desportivas, o que o levou a “dar o salto”, que ideias o orientam na elaboração de apostas, prognósticos e “tips”, e a sua visão sobre o mercado de “tipsters” atual. Morais explica também como pode um apostador beneficiar da ajuda de um “tipster” e dá dicas sobre a que deve o leitor estar atento na hora de escolher os melhores.

Entrevista Pedro Morais

Como é que começou esta aventura no mundo das apostas?

Iniciei-me no mundo das apostas desportivas ainda jovem, na altura estava a trabalhar como “scout”, isto é, observador de jogadores de futebol e igualmente como treinador na formação do Sporting CP. O facto de ter conhecimentos sobre a análise de jogos e jogadores, e entender a vantagem e a possibilidade de aliar essa qualidade ao investimento em apostas desportivas, fez com que entrasse neste meio.

Em que momento percebeu que poderia dar um novo passo na trajetória de apostador e tornar-se tipster?

Nos primeiros tempos, os meus investimentos eram de valores muitos reduzidos, quer por uma questão de capacidade financeira, quer por estar a explorar vários mercados e a adaptar-me primeiramente a essa nova realidade.

Com a continuidade, e com os resultados cada vez mais consistentes, cheguei a um ponto em que com o lucro já conseguia pagar as minhas despesas mensais, e abordei, além das apostas “punter”, também o “trading”.

Em 2013, fruto de muitos pedidos de apostadores que já seguiam o meu trabalho, comecei a partilhar as minhas apostas, e então trabalhava de forma a ajudar os que estavam a iniciar-se nas apostas desportivas.

Qual é o processo para escolher uma aposta ou tip? Intuição, estatísticas, notícias, odds de valor?

Tudo conta. Eu tenho uma base de dados de registos próprios que vou regularmente complementando e que me é bastante útil na altura em que estou a fazer uma pré-análise. Além dessa informação, recorro a vários websites quer de estatísticas quer de informações relativas às equipas e jogadores, desde os atletas disponíveis para o encontro, à influência dos mesmos, a forma e o estado anímico dos jogadores/equipa, a pressão sobre o treinador no momento, os objetivos da época, do próprio jogo, se antecede algum outro encontro de maior importância, etc. Resumindo, são vários fatores extremamente importantes para depois chegar e analisar a “odd”, e é nesse momento que faço o trabalho de constatar se é justa vs. o risco do investimento. Quando tudo está favorável a investir em determinado mercado mediante a minha análise, e a “odd” que me é oferecida é realmente de valor, procedo ao investimento. Caso contrário, nunca aplico o meu dinheiro, mesmo que nesse dia ou dias não faça apostas. Sou muito fiel aos meus princípios

e método de trabalho.

Quais as maiores vantagens que um apostador tem ao receber a ajuda de um tipster?

As principais vantagens vão recair no facto de receber informações preciosas e de não ter de dedicar tanto do seu tempo a fazer essas análises, além de que usufrui da experiência desse mesmo “tipster”. Contudo, é importante avaliar bem que “tipster” se pretende seguir, analisar o seu trabalho, os resultados, e sempre que se tenha alguma dúvida questioná-lo. Só assim se irá beneficiar ao máximo da ajuda que esse “tipster” poderá dar para o seu crescimento como apostador.

Considera que o mercado profissional de tipsters está em crescimento?

Considero que sim. Porém, com esse crescimento têm também surgido algumas pessoas que estão simplesmente a iludir os apostadores mais inexperientes e a utilizar as apostas desportivas como um meio para conseguir ganhar algum dinheiro com quem os possa seguir, fazendo com que esses apostadores percam dinheiro e sejam orientados de forma errada no mundo das apostas desportivas. Olhando para trás e desde que iniciei a partilha pública das minhas apostas, sou o único que sempre apresentou o seu nome e imagem, e todos os que, em algum momento, iniciaram esse tipo de trabalho acabaram por ter de terminar devido ao que mencionei: falta de experiência/conhecimento e igualmente falta de transparência. Portanto, é um mercado em crescimento, mas cada apostador deve ser muito seletivo na escolha de quem pretende seguir.

No seu dia a dia utiliza algum software ou site de apoio? Gestão de banca, estatísticas, notícias, análise das apostas/tips?

Eu trabalho com apostas “punter” e também como “trader”. No caso do “trading”, utilizo um software para realizar as várias operações no mercado de uma forma mais simples, organizada e rápida.

Em apostas “punter” (pré-jogo), utilizo os meus registos e alguns sites para recolher informação; desenvolvi o meu próprio método de gestão de banca e utilizo um ficheiro onde diariamente atualizo os meus registos/resultados.

Quais as plataformas/casas de apostas que utiliza ou prefere?

Atualmente estou a trabalhar nas apostas “punter” com a 22Bet e no trading, naturalmente, com a Betfair. No entanto, e no que às apostas “punter” diz respeito, não tenho uma ligação definitiva a nenhuma casa de apostas. Procuro regularmente as que me oferecem a maior variedade de competições e mercados, e igualmente as melhores odds. Se aliado a isso uma casa de apostas oferecer um serviço de apoio e facilidades em realizar levantamentos de forma segura, é sempre uma casa de apostas na qual irei ter interesse em investir.

Quais as maiores dificuldades no dia a dia de um apostador/tipster e como lida com isso?

Depois de muitos anos neste mundo das apostas desportivas, e considerando a minha experiência e o facto de já ter orientado e educado inúmeros novos apostadores, posso dizer que as maiores dificuldades consistem em não terem conhecimento de como gerir a banca e de como contornar apostas perdidas.

A minha forma de estar e lidar com todos esses fatores, é ser disciplinado e pensar sempre a longo prazo. Nunca me deixo afetar por uma aposta perdida, pois confio no meu trabalho, confio na minha gestão de banca, e sei que a longo prazo terei lucro pois os meus resultados são consistentes. Aqui recai o “segredo” do sucesso nas apostas! Não bastam as boas análises, mas sim a capacidade de seguir à risca a gestão de banca, e nunca correr atrás do prejuízo. Eu defino metas ao ano, e não me desvio por nada, incluindo situações menos positivas que acontecem inevitavelmente. Podes ser muito bom na análise, mas se não fores bom gestor nunca irás ganhar dinheiro. Então é uma conjugação de vários fatores, e devemos encarar como investimentos a longo prazo. Hoje foi um dia de trabalho, pode ter corrido menos bem, mas amanhã voltamos e mantemos o foco, a disciplina, a gestão, a qualidade, e isso irá transformar-se em consistência e por consequência em resultados positivos.

O que deve ter um tipster de confiança? Demonstrar resultados, oferecer o suporte necessário para os clientes, estar atualizado…?

Conforme disse anteriormente, deve antes de tudo ser transparente e fazer da partilha, antes de um negócio, um contributo para a comunidade de apostadores. E é essa a minha forma de estar. Mantenho contacto com muitos apostadores e a minha recomendação é que sempre que procurem seguir alguém, não tenham pressa em fazê-lo; acompanhem o seu trabalho, coloquem as vossas dúvidas, analisem os resultados. O mais importante é perceberem se essa pessoa é uma referência no meio e qual é o seu histórico. O tempo que leva a atuar neste mundo das apostas é um fator que comprova o seu sucesso e credibilidade. Sempre que vejam um apostador que esconde resultados, que não apresenta provas das apostas realizadas ou que esconde a própria identidade (indicadores de alguma falta de transparência), o mais certo é não ser o mais fiável.

O que considera essencial numa boa gestão de banca?

Ter um método. A gestão de banca não se deve resumir a limitar o número de apostas por dia ou montante a utilizar. Como qualquer empresa ou investidor, deve saber gerir o seu capital, nas apostas não é diferente. A disciplina de aplicar de forma correta o dinheiro é essencial para o sucesso; eu digo sempre que é a chave para se conseguir ganhar dinheiro nas apostas. Haverá sempre um fator emocional, mas é neste ponto que devem ser racionais e respeitar esse método de gestão, aplicá-lo de forma adequada e sem alterações constantes, definir um valor de banca, definir uma % ajustada para cada aposta e ser consistente ao longo do processo.

Um bom tipster consegue ter conhecimentos sobre muitos mercados e desportos ou geralmente trabalha focado em apenas alguns?

Considero que um bom “tipster” pode ter conhecimentos sobre vários desportos, mas terá sempre um em que é mais forte e no qual deve estar mais focado para que possa evoluir e alcançar melhores resultados. Dando um exemplo, qualquer futebolista, sendo um atleta, conseguiria jogar andebol ou futsal, mas o seu rendimento nunca seria o mesmo pois, além da apetência que tem para o futebol, é nesse desporto que trabalha diariamente de forma dedicada.

Relativamente aos mercados, naturalmente que não poderá querer atacar todos os mercados. Usando novamente o exemplo do futebolista, um avançado não irá render o mesmo nas outras posições no campo como o faz na posição que ocupa habitualmente. Um bom apostador deve concentrar-se nos mercados onde encontra maior consistência nos seus resultados e em melhorar as suas análises nesses mesmos mercados.

Os clientes de um tipster recebem todos as mesmas tips? Ou são oferecidas estratégias diferentes e personalizadas?

A minha forma de trabalhar com os apostadores que me seguem recai essencialmente na possibilidade de eles poderem evoluir e lucrar com o meu trabalho, portanto todos recebem as mesmas apostas, que neste caso são as que eu próprio faço a nível profissional. E recomendo a mesma gestão e estratégia que eu aplico, pois só assim poderá ser realizado um trabalho com transparência e que contribua positivamente para a comunidade de apostadores em Portugal.

Quais os principais erros que os apostadores cometem?

Maioritariamente erram devido ao excesso de vontade de querer ganhar dinheiro de uma forma rápida e fácil, e por erros derivados de alguma instabilidade emocional. O simples facto de muitos não saberem lidar com a perda, nem gerirem de forma correta a sua banca/investimento, leva a que não tenham um método de trabalho, investindo o seu dinheiro de forma errada. Na sua maioria acabam por não ter esse controlo e tentam recuperar as perdas em mercados que não dominam, ou investindo valores mais elevados que os leva a esgotar por completo o valor que têm disponível para apostar.

Qual a sua opinião sobre a legislação das apostas em Portugal? Quais foram as vantagens, que alterações poderiam ser feitas?

Considero que em alguns aspetos trouxe mais credibilidade e alguma segurança para o apostador. No entanto, ainda estamos longe do ideal e do que é praticado em outros países, também eles com legislação nesta área. Infelizmente acaba por limitar os apostadores em termos de mercado, e as odds oferecidas, na sua maioria, são mais baixas comparativamente com outras casas de apostas sem licença em Portugal. Desta forma, cria-se uma situação em que muitos apostadores procuram alternativas para contornar esse tipo de limitações. Se falarmos na questão do “trading”, mais propriamente do afastamento da Betfair, foi uma enorme perda para os apostadores em Portugal e igualmente para o Estado, pois os maiores montantes em termos de investimento são aplicados neste tipo de apostas.

Qual seria a sua dica principal para quem quer tornar-se um bom apostador?

Será sempre um conjunto de vários fatores, mas um bom apostador deve ser metódico, disciplinado e um bom gestor. Para se tornar um bom apostador deve trabalhar de forma árdua e ser fiel ao seu método, nunca alternando constantemente de estratégia. O que o vai diferenciar a longo prazo e ditar que possa considerar-se um bom apostador é a capacidade que tem de gerir o seu dinheiro e ser competente e rigoroso no seu método de análise.

Resumindo: e de acordo com as palavras de um dos “tipsters” mais respeitados no mercado nacional,  para lucrar no mundo das apostas desportivas, considere todos os fatores essenciais recomendados e/ou a ajuda de um bom “tipster” ou comunidade de apostas.

Melhor Casa de Apostas do Mês
Melhores Casas de Apostas
Melhores Bónus de Apostas
Melhores Casinos Online
Melhores Bónus de Casino
Para Cima
Fechar
×
Seu Código de Bónus:
A oferta de bónus foi aberta noutra janela. Pode também clicar no seguinte link:
Ir para a Casa